SABE COM QUEM VOCÊ ESTÁ FALANDO?

“Os arrogantes são como os balões: basta uma picadela de sátira ou de dor para dar cabo deles”

(Anne Louise Germaine Necker, 22/04/1766-14/07/1817)

Ah!, a arrogância da falsa superioridade. Quem nunca ouviu a “célebre” frase do título deste post hein? Mesmo não tendo sido direcionada a você, com certeza já deve ter ouvido de alguém para outrem, e mais de uma vez.

Me lembro quando fazia Mestrado/UNICAMP (2003-2005), viajava todo dia Araras/Campinas/Araras. Uma certa vez, um rapaz, sentado ao meu lado, deu-se ao falatório sobre política com um colega na cadeira da frente que sempre viajava comigo … papo vem, papo vai, o enredo começou a esquentar quando o tema entrou na discussão sobre a politicagem (os interesses pessoais, sabe com é né!), a coisa foi ficando acalorada, o rapaz defendendo um ponto de vista certamente distorcido e equivocado, foi ficando cada vez mais grosseiro com meu colega, não aceitando a opinião do meu colega de que o ponto de vista do rapaz estava deturpado, era antiético (já imagina o teor das argumentações do rapaz nesse ponto!). O rapaz não tolerava de maneira alguma a divergência de visão do meu colega, e foi, cada vez mais, levantando o tom da voz.

Fiquei um pouco incomodado, o rapaz era novo, no máximo 20 anos, eu com 27 e meu colega com seus 50 e tantos anos. Quanto a mim, tranquilo, mas estava incomodando a forma desrespeitosa (visível e audível) com a qual ele tratava meu colega, colega esse muito paciente e da paz. Não pude aguentar e entrei no assunto dizendo:

— Olha, eu acho que você deve ter a mente aberta para opiniões divergentes, não se pode achar que é o senhor da verdade e simplesmente falar dessa maneira, acho que poderia ser mais educado com ele que é mais velho que eu e você, é só uma opinião diferente, quer discordar, discorde, mas seja respeitoso com ele, ele está sendo contigo.

Foi então que ele soltou o alto e sonoro:

— VOCÊ SABE COM QUE ESTÁ FALANDO?

Pronto, foi a deixa. Muitos já devem ter visto o vídeo abaixo, de 2007, do Mário Sérgio Cortella, clique e entenda … mas depois volte para terminar a leitura Ok? Obrigado!!

vv

Pois bem, esse vídeo é de uma palestra do Cortella realizada em 2007. Não sei há quanto tempo ele já tinha esse discurso, se é de autoria dele ou se ouviu de outro e usa brilhantemente, como visto no vídeo, enfim, ele é quem sabe como ele sabe!

Comigo, o mesmo fato ocorreu pela primeira vez bem antes de 2004, não me lembro quando, mas eu era criança quando ouvi alguém muito bravo com alguém na rua, aquele báfáfá, e a pessoa soltou a “célebre”: sabe com quem você está falando? Hoje é muito comum essa frase sair da boca daqueles que adoram dar “carteirada”, sou isso, sou aquilo. Bom, o fato é que somente no ocorrido do ônibus em 2004 que citei acima que, pela primeira vez, respondi à “célebre” questão … e foi na mesma linha de raciocínio como a que você viu no vídeo, com valores diferentes e outras diferenças, mas o importante foi que a lição de humildade foi a mesma.

Hoje, em 17 de fevereiro de 2016, quase 12 anos depois, como será que eu responderia cientificamente detalhado e atualizado à “célebre” questão? Bem, simplesmente adaptando e incrementando o texto do Mário Sérgio Cortella, diria algo do tipo:

Quando se pensa e se faz o trabalho como obra poética em vez de sofrimento contumaz, sempre vem à mente a questão do “trabalho digno”, isto é, aqueles ou aquelas que se consideram superiores como seres humanos apenas porque têm um emprego socialmente mais valorizado.

Aliás, é sempre nesses casos que entra em cena o famoso “sabe com quem você está falando?

Façamos uma reflexão. A física quântica atual apregoa a existência não de um só Universo, mas de vários Universos, de um Multiverso. A incontestável e fixa suposição de que exista somente um Universo não tem mais lugar na Física:

  • A ciência diz que estamos num de entre 101016 a 1010107 possíveis universos, são muuuuitos universos;
  • O número menor, 101016 de possíveis universos é muuuuuito grande, é 10000000…00000, 1 seguido de 10 quatrilhões de zeros, WOW!;
  • O número maior, 101010de possíveis universos, xiiii, esquece, nem dá para escrevê-lo por extenso, impossível, WOW-WOW-WOW!!!

A estudiosa ciência sugere que devido a função da curvatura do espaço, a geometria espacial de nosso Universo em larga escala seja provavelmente plana. O Universo no qual estamos surgiu há ≅ 13,8 bilhões de anos (precisamente 13,799 ± 0,021 bilhões de anos), sendo o resultado de uma grande explosão, que o cientista inglês Fred Hoyle apelidou, de gozação, de Big Bang, e esse nome pegou.

Nosso Universo, a parte que podemos ver, o Universo observável, é como uma esfera tendo a Terra como centro e, conforme dados experimentais recentes, com raio ≅ 46,26 bilhões de anos-luz de extensão, ou se preferir, 437.669.176.988.360.459.579.482 km (437 sextilhões 669 quintilhões … de quilômetros) … e EXPANDINDO!!!

Qual é a lógica? Há 13,8 bilhões de anos, supostamente, todo o nosso Universo estava num único ponto adensado, como uma mola apertada e, então, alguém ou alguma força – DEUS?, não sei, aqui a discussão é de outra natureza – cortou a cordinha. E aí, essa mola, o nosso Universo, está em expansão até hoje. E ainda não sabemos se haverá um momento em que ele chegará ao máximo da elasticidade e irá encolher outra vez ou se vai continuar a expandir eternamente, mas fique tranquilo, independente do que acontecer você não verá, talvez!

Você pode cogitar algo que a Física tem como teoria: ele vai encolher e se expandir outra vez. Talvez haja uma lei do Universo em que o movimento da vida é a expansão e o encolhimento, como é o caso do nosso pulmão ao respirarmos, do nosso coração quando em sístole e diástole, do nosso sexo, que expande e encolhe, seja o masculino, seja o feminino. Parece que existe uma lógica nisso, que os orientais, especialmente os chineses e os indianos, capturaram em suas religiões, aquela coisa do inspirar e expirar. Parece haver uma lógica nisso, a ciência tem isso como hipótese.

Assim, há 13,8 bilhões de anos, houve uma grande explosão, que gerou uma aceleração inacreditável de matéria e liberação de energia. Essa matéria se agregou formando o que nós, humanos, chamamos de estrelas, e essas estrelas se juntaram, formando o que chamamos de galáxias. A ciência calcula que existam em nosso Universo observável aproximadamente 207 bilhões de galáxias. Uma delas é a nossa, a Via Láctea. Aliás, nem é uma galáxia tão grande, calcula-se que ela tenha entre 230 a 420 bilhões de estrelas, sendo que a maior galáxia conhecida, IC1101, seja ≅ 24x maior em extensão e com ≅ 100 trilhões de estrelas. Portanto, estamos em uma modesta galáxia, que é uma entre 207 bilhões de galáxias, num de incontáveis universos possíveis, e que muito provavelmente irá desaparecer.

Na nossa modesta galáxia, repleta de centenas de bilhões de estrelas, uma delas é o Sol. Em volta dessa pequenina estrela, já que a maior estrela conhecida é 1708x maior que o Sol, giram centenas de milhares a milhões de massas sem luz própria, das quais as oito mais próximas são chamadas de planetas. A terceira dessas massas próximas ao Sol é o planeta Terra.

O que é a Terra? A Terra é um dentre oito planetinhas que gira em trono de uma estrelinha, que é uma entre 230 a 420 bilhões de estrelas que compõem uma modesta galáxia, que é uma entre outras 207 bilhões de galáxias num dos incontáveis universos possíveis e que muito provavelmente vai desaparecer. Veja como nós somos importantes…

Aliás, veja como nós temos razão historicamente de nos termos considerados o centro do Universo. Tem gente que é tão “humilde” que acha que DEUS fez tudo isso só para nós existirmos aqui. Isso é que é um DEUS que entende da relação custo-benefício. Tem indivíduo que acha coisa pior, que DEUS fez tudo isso só para ela existir, ela com o dinheiro que carrega, com a cor de pele que tem, com a escola que frequentou, com o sotaque que usa, com a religião que pratica.

Nesse planetinha Terra existe uma coisa chamada vida. A ciência calcula que nesse planetinha haja entre 7,4 a 10 milhões de espécies de vida, mas até agora só classificou 1.635.170, das quais 5.654 estão extintas e 1.629.516 ainda vivem, e dessas ainda vivas, uma delas é a nossa: homo sapiens sapiens. E o que é o homo sapiens sapiens, é uma entre 1.629.516 de espécies viventes já classificadas, que vive num planetinha dentre oito que gira em torno de uma estrelinha, que é uma entre 230 a 420 bilhões de estrelas que compõem uma modesta galáxia, que é uma entre outras 207 bilhões de galáxias num dos incontáveis universos possíveis e que muito provavelmente vai desaparecer.

Essa espécie homo sapiens sapiens, as 0:00:00 UTC de 17 de fevereiro de 2016, contava com estimados 7.406.864.688 indivíduos (7,4 bilhões!), um deles é você, e desde então a cada minuto nascem e morrem 252 e 100 indivíduos, respectivamente.

Então quem é você? Você é um dos estimados 7.406.864.688 indivíduos vivos as 0:00:00 UTC de 17 de fevereiro de 2016, pertencente a uma única espécie entre outras 1.629.516 de espécies viventes classificadas, vivendo num de oito planetinhas que gira em trono de uma estrelinha, estrelinha que é uma entre 230 a 420 bilhões de estrelas que compõem uma modesta galáxia, sendo essa galáxia uma entre outras ≅ 207 bilhões de galáxias existentes num dos incontáveis  universos possíveis e que muito provavelmente vai desaparecer.

Por isso que todas às vezes na vida, quando alguém lhe perguntar: “Sabe com quem você está falando?”, responda: “Você tem tempo?”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: